PASSADO, PRESENTE E FUTURO

"Versão Integral comprova a excelência das PME de Aveiro"

Versão Integral comprova a
excelência das PME de Aveiro

 A Versão Integral nasceu em Aveiro em 2006 e arrancou em janeiro de 2007, mas não esquece as suas ligações a Coimbra de onde é o seu fundador. Criada, ligada à PT Inovação, a empresa está vocacionada para o setor das tecnologias de informação trabalhando com as multinacionais do setor das comunicações, com a banca e seguros. Depois existe um segundo mercado em que são trabalhados sistemas de informa- ção de infraestruturas em menor escala onde estão mais virados para as PME e autarquias locais. O sucesso que têm vindo a registar no mercado nacional levou a Versão Integral a querer novos voos. Daí que esteja a preparar uma alteração para NEOS – Integrated Solutions By Bold. Uma transformação que segundo o seu fundador, Nuno Ferreira, vai permitir ganhar uma dimensão internacional. Uma mudança que passa pela sua ligação ao grupo Gold Internacional e que os irá levar até Fran- ça e Estados Unidos. Mas outros mercados poderão surgir neste percurso que começa agora. Com uma equipa formada por 43 profissionais, a Versão Integral acredita que esta ligação a um grupo com interesses em vários países lhe pode dar as asas que precisam para a tão desejada internacionalização.

Empresário nasceu e estudou em Coimbra

Tendo nascido e estudado em Coimbra, Nuno Ferreira optou pela cidade de Aveiro por considerar que o mercado industrial e de telecomunicações na Cidade da Ria “é muito mais dinâmico do que na cidade dos estudantes”. Com alguma pena de Nuno Ferreira que gostava de poder investir em Coimbra onde já tinha tentado abrir uma empresa em 2002, o que não conseguiu. O seu percurso profissional levou-o até Aveiro onde acabou por criar a empresa, considerando, no entanto que “os cursos tecnológicos existentes em Aveiro estão mais dissociados da realidade empresarial, ao contrário do que acontece em Coimbra”. “No entanto, reconhece, é mais fácil captar recursos humanos em Aveiro do que em Coimbra, onde as pessoas não gostam de sair ou se saem preferem os grandes centros urbanos”, adianta.

Crescer para o mundo

Quanto ao futuro, que será marcado por esta investida pelo mercado internacional, a Versão Integral tem uma área que criou no final do ano passado de desenvolvimento de softwares de implementação de processos nas empresas que, tendo começado com uma dimensão relativamente pequena, já tem neste momento muitas propostas para projetos de maior escala. “Este ano queremos dar uma dimensão bastante grande a essa área da RP, e fruto da nossa relação com o Grupo Bold aproximaram-se do mercado da capital onde têm surgido muitos contactos com grandes empresas”, adiantou, reconhecendo que a empresa quer ter projetos em Lisboa, mas em clientes que faturem bastante. Sendo PME Excelência pela segunda vez, a Versão Integral vê neste reconhecimento apenas uma satisfação interna para os colaboradores porque é um estatuto de todos eles, e pode representar uma certa facilidade na aproximação ao setor bancário. Se bem que a empresa, à semelhança de uma forte fatia das PME do distrito de Aveiro e do Centro, “são maus clientes da banca pois preferem usar os capitais próprios no seu crescimento e afirmação”.

Fator de distinção... apenas

“É basicamente um fator de distinção, para conhecimento do mercado e é um fator que nós usamos também como garantia de confiança para os nossos clientes quando os abordamos”, explica Nuno Ferreira, adiantando que “neste momento há muitos clientes que procuram empresas que tenham a garantia de que estarão no mercado no ano seguinte”. E juntando os anos de PME Lí- der e de PME Excelência, a Versão Integral “dá alguma confiança às empresas que procuram um projeto a longo prazo”. E é porque querem ser um projeto a longo prazo, que a empresa – gerida por Nuno Ferreira e Hugo Rodrigues – passa a integrar o grupo Bold. O DIÁRIO AS BEIRAS e Caixa Geral de Depósitos escolheram a empresa Versão Integral para homenagear o vasto conjunto de PME Excelência do distrito de Aveiro, entregando-lhe o prémio criado para distinguir a excelência das empresas. 

Por Eduarda Macário in diário as beiras | 26-02-2015


Veja o artigo em versão PDF

Partilhar